Notícia
Ventura Terra – Documentário em exibição


Documentário em exibição no dia 17 de Maio no Teatro Gil Vicente em Barcelos

 

 

Documentário em exibição

17 de maio

Teatro Gil Vicente em Barcelos


O arquitecto Miguel Ventura Terra (1866-1919), figura incontornável da arquitectura portuguesa do início do século XX, marcou indelevelmente a cidade de Lisboa. Apesar do seu falecimento prematuro deixou-nos um conjunto de obras relevantes um pouco por todo o país no domínio da arquitectura pública, privada e religiosa.

O documentário Ventura Terra - Projectar a Modernidade permite uma aproximação a estas obras (re)visitando-as e (re)descobrindo-as nas suas diferentes tipologias e geografias. Partindo da investigação para a exposição Ventura Terra, Arquiteto. Do util e do bello, promovida pela Direção Municipal de Cultura / Departamento de Património Cultural da Câmara Municipal de Lisboa no âmbito das comemorações do centenário do nascimento deste Arquiteto, esta “viagem” é acompanhada por depoimentos de investigadores que completam a narrativa visual.

Fontes documentais e iconográficas ilustram os edifícios existentes ou já demolidos, elucidam sobre a obra feita e a obra projetada. O documentário aborda, também, os planos propostos por Ventura Terra para a transformação e modernização urbanas.

Globalmente, a obra de Ventura Terra é pragmática, eficaz e moderna, e responde com assertividade às aspirações dos seus encomendadores. Para tanto é determinante a sua formação nas Beaux-Arts de Paris na qual se cruzam as inovações técnicas, o debate sobre a história da Arquitetura no contexto económico, social, cultural e político na viragem para o século XX, bem como a reflexão sobre a finalidade da Arquitetura face às transformações em curso.

A tomada de consciência dos arquitetos da sua real possibilidade em contribuir para a transformação da sociedade implicou a consolidação de uma identidade profissional interventiva, organizada e participativa. Também esta aprendizagem parisiense não foi esquecida por Miguel Ventura Terra, quer enquanto fundador e primeiro presidente da Sociedade dos Arquitetos Portugueses, criada em 1902, quer enquanto vogal e depois como presidente da Comissão dos Monumentos Nacionais.

Em Ventura Terra, a atuação e a consciência social alicerçada no exercício da profissão de arquiteto, é extensiva a uma cidadania ativa que o leva a integrar a vereação republicana do Município de Lisboa, em 1908, numa esclarecida e persistente vontade de ser útil à cidade.

Coerente nas suas diferentes áreas de intervenção, a atuação do Arq. Ventura Terra caracteriza-se pelo seu pragmatismo e pela sua racionalidade na procura do útil e do belo, cujo legado o permite considerar uma figura de referência incontornável do despontar do modernismo em Portugal.

O documentário conta com a participação de Raquel Henriques da Silva do Instituto de História da Arte/Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa, Júlia Varela do CHAIA - Centro de História da Arte e Investigação Artística da Universidade de Évora, José Pedro Tenreiro da Faculdade de Arquitectura – Universidade de Lisboa, Ana Cláudia Marques da Confraria de Santa Luzia, Viana do Castelo, Cátia Mourão, directora do Museu da Assembleia da República e de Ana Isabel Ribeiro do Departamento de Património Cultural da Câmara Municipal de Lisboa.

O documentário  encontra se disponivel para visionamento nas instalações do Arquivo Municipal de Lisboa – Videoteca

O realizador Fernando Carrilho é coordenador do Arquivo Municipal de Lisboa – Videoteca e autor de vários documentários, onde se destacam os recentes Ophiussa – Uma cidade de Fernando Pessoa (2012), Bairro Alto – 500 Anos (2013), A Paisagem de Artur Pastor (2014) e Varinas – Um Símbolo de Lisboa (2015).


                                                  

 

FICHA TÉCNICA


CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

VEREADORA DA CULTURA: Catarina Vaz Pinto

DIREÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA: Manuel Veiga

DEPARTAMENTO DE PATRIMÓNIO CULTURAL: Jorge Ramos de Carvalho

DIVISÃO DE ARQUIVO MUNICIPAL: Helena Neves


TÍTULO: Ventura Terra – Projectar a Modernidade

DURAÇÃO: 55 minutos

GÉNERO: Documentário

FORMATO: Vídeo Cor HD

ANO DE PRODUÇÃO: 2017

REALIZAÇÃO: Fernando Carrilho

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA e MONTAGEM: Miguel Amaral

CAPTAÇÃO, MONTAGEM e MISTURA DE SOM: Pedro Lourenço

INVESTIGAÇÃO: Hélia Silva, Ana Ribeiro, Rita Megre

PRODUÇÂO EXECUTIVA: Fernando Carrilho e Hélia Silva

PRODUÇÂO: Direção Municipal de Cultura/ Departamento de Património Cultural/ Arquivo Municipal de Lisboa – Videoteca