Notícia
Ventura Terra – Documentário em exibição


Documentário em exibição no dia 28 de Outubro, pelas 17H00 no Teatro Municipal Sá de Miranda em Viana do Castelo

 

 

Documentário em exibição

28 de Outubro

Teatro Municipal Sá de Miranda em Viana do Castelo


O arquitecto Miguel Ventura Terra (1866-1919), figura incontornável da arquitectura portuguesa do início do século XX, marcou indelevelmente a cidade de Lisboa. Apesar do seu falecimento prematuro deixou-nos um conjunto de obras relevantes um pouco por todo o país no domínio da arquitectura pública, privada e religiosa.

O documentário Ventura Terra - Projectar a Modernidade permite uma aproximação a estas obras (re)visitando-as e (re)descobrindo-as nas suas diferentes tipologias e geografias. Partindo da investigação para a exposição Ventura Terra, Arquiteto. Do util e do bello, promovida pela Direção Municipal de Cultura / Departamento de Património Cultural da Câmara Municipal de Lisboa no âmbito das comemorações do centenário do nascimento deste Arquiteto, esta “viagem” é acompanhada por depoimentos de investigadores que completam a narrativa visual.

Fontes documentais e iconográficas ilustram os edifícios existentes ou já demolidos, elucidam sobre a obra feita e a obra projetada. O documentário aborda, também, os planos propostos por Ventura Terra para a transformação e modernização urbanas.

Globalmente, a obra de Ventura Terra é pragmática, eficaz e moderna, e responde com assertividade às aspirações dos seus encomendadores. Para tanto é determinante a sua formação nas Beaux-Arts de Paris na qual se cruzam as inovações técnicas, o debate sobre a história da Arquitetura no contexto económico, social, cultural e político na viragem para o século XX, bem como a reflexão sobre a finalidade da Arquitetura face às transformações em curso.

A tomada de consciência dos arquitetos da sua real possibilidade em contribuir para a transformação da sociedade implicou a consolidação de uma identidade profissional interventiva, organizada e participativa. Também esta aprendizagem parisiense não foi esquecida por Miguel Ventura Terra, quer enquanto fundador e primeiro presidente da Sociedade dos Arquitetos Portugueses, criada em 1902, quer enquanto vogal e depois como presidente da Comissão dos Monumentos Nacionais.

Em Ventura Terra, a atuação e a consciência social alicerçada no exercício da profissão de arquiteto, é extensiva a uma cidadania ativa que o leva a integrar a vereação republicana do Município de Lisboa, em 1908, numa esclarecida e persistente vontade de ser útil à cidade.

Coerente nas suas diferentes áreas de intervenção, a atuação do Arq. Ventura Terra caracteriza-se pelo seu pragmatismo e pela sua racionalidade na procura do útil e do belo, cujo legado o permite considerar uma figura de referência incontornável do despontar do modernismo em Portugal.

 

O documentário  encontra se disponivel para visionamento nas instalações do Arquivo Municipal de Lisboa – Videoteca

O realizador Fernando Carrilho é coordenador do Arquivo Municipal de Lisboa – Videoteca e autor de vários documentários, onde se destacam os recentes Ophiussa – Uma cidade de Fernando Pessoa (2012), Bairro Alto – 500 Anos (2013), A Paisagem de Artur Pastor (2014) e Varinas – Um Símbolo de Lisboa (2015).


                                                  

 

FICHA TÉCNICA


CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

VEREADORA DA CULTURA: Catarina Vaz Pinto

DIREÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA: Manuel Veiga

DEPARTAMENTO DE PATRIMÓNIO CULTURAL: Jorge Ramos de Carvalho

DIVISÃO DE ARQUIVO MUNICIPAL: Helena Neves


TÍTULO: Ventura Terra – Projectar a Modernidade

DURAÇÃO: 55 minutos

GÉNERO: Documentário

FORMATO: Vídeo Cor HD

ANO DE PRODUÇÃO: 2017

REALIZAÇÃO: Fernando Carrilho

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA e MONTAGEM: Miguel Amaral

CAPTAÇÃO, MONTAGEM e MISTURA DE SOM: Pedro Lourenço

INVESTIGAÇÃO: Hélia Silva, Ana Ribeiro, Rita Megre

PRODUÇÂO EXECUTIVA: Fernando Carrilho e Hélia Silva

PRODUÇÂO: Direção Municipal de Cultura/ Departamento de Património Cultural/ Arquivo Municipal de Lisboa – Videoteca